... aqueles que acreditam na forma ...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

III SIRTRE - BELO HORIZONTE-MG


III Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade
17 a 21 de maio - Belo Horizonte-MG


Período para inscrições: de 03/02 até 16/05.

Submissão de trabalhos: de 12/02 até 28/03.

Parecer: 10/04.
Resultado avaliação de trabalhos: 15/04.


TAXAS PARA INSCRIÇÃO


ModalidadeSem submissão de trabalhoCom submissão de trabalho
EstudantesR$ 50,00R$ 100,00
ProfissionaisR$ 90,00R$ 140,00

Estudantes de graduação e professores da rede pública, para videoconferência em Ouro Preto e Mariana, com inscrição na secretaria do Departamento de Educação da UFOP: R$ 10,00 (CAs e ICHS).


GARANTA JÁ A SUA INSCRIÇÃO: clique aqui.


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

III Conferência Nacional do Esporte





Tema: Plano Decenal do Esporte e Lazer - 10 pontos em 10 anos para projetar o Brasil entre os 10 mais
 
03 A 06 DE JUNHO DE 2010
BRASÍLIA - DF






quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Congresso de Pesquisa (Auto)Biográfica




Em razão dos diversos pedidos que temos recebido, o prazo para a submissão de trabalhos foi prorrogado para dia 22/02/ 2010 impreterivelmente.
Inscrições disponíveis aqui


Eixos Temáticos
I. Modos de subjetivação: a invenção de si e a construção de identidades/representações
O tema abriga estudos acerca dos processos e da lógica de construção das subjetividades, identidades e representações. Busca discutir as formas contemporâneas de invenção de si enquanto elaboração original dos sujeitos frentes às injunções sócio-históricas.

II. O espaço (auto)biográfico: a vida como obra de arte (literatura, imagens, artes)
O tema inclui reflexões e análises que explicitem as possibilidades da literatura, das artes e das imagens nos processos de invenção e expressão dos sujeitos. Nessa perspectiva, entende-se a configuração de múltiplos espaços (auto)biográficos que permitem aos sujeitos produzirem suas vidas como obras de arte.

III. Práticas de formação e pesquisas (auto)biográficas

Incluem-se, nesse caso, estudos acerca de práticas educativas em perspectivas (auto)biográficas e análises/investigações que, em ciências humanas, se valem do recurso à história dos sujeitos (biografias e autobiografias).

IV. Memória, dimensões sócio-históricas e espaços (auto)biográficos
O tema busca reunir contribuições que articulem memória e (auto)biografia e que contemplem a análise de suas dimensões sócio-históricas. Incluem-se, também, aqui os estudos acerca das modalidades de produção e resistência das memórias individuais e coletivas.

V. Gênero, geração, infância e família: perspectivas (auto)biográficas
Aqui se integram estudos que, em perspectivas (auto)biográficas, analisam dimensões de gênero, geração, infância e família ou tomam aspectos dos mesmos para investigá-los mediante o recurso à história dos sujeitos.

VI. Corpos, saúde e cuidados de si: narrativas e (auto)formação
Abrigam-se, neste eixo, análises acerca das dimensões física (corpo e saúde) da vida dos sujeitos em suas diferentes fases. Incluem-se aqui estudos acerca de práticas formadoras e de conhecimento (auto)biográfico que articulam corpo, saúde e cuidados de si.

MAIORES INFORMAÇÕES: http://www.ivcipa.fe.usp.br/index.php


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Uma dica interessante: KORFEBOL

Uma prática que vem da Holanda e agora vem se popularizando no Brasil...

Que tal começarmos a experimentá-lo aqui no Centro Oeste!!!!



Professor Marcelo Soares com o Korfebol.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

I SIMPÓSIO DE ESTUDOS SOBRE FUTEBOL

Futebol, sociedade e cultura: pesquisas e perspectivas

10 a 14 de maio de 2010

Departamento de História – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - USP
Departamento de Antropologia – Faculdade de Ciências Sociais – PUC/SP
Museu do Futebol

A inscrição para o evento é gratuita. 

Para se inscrever, acessar informações no site www.museudofutebol.org.br
Prazo para inscrições: 01/10/2009 a 30/11/2009
Divulgação do resultado da seleção: 10/03/2010
Inscrições gratuitas

sábado, 6 de fevereiro de 2010

V Forum Internacional de Ginastica Geral

A Faculdade de Educação Física da UNICAMP em parceria com o SESC - SP – Serviço Social do Comércio do Estado de São Paulo e o apoio da International Sport and Culture Association – ISCA tem o prazer de comunicar a realização do V Forum Internacional de Ginástica Geral no período de 1 a 4 de Julho de 2010 na cidade de Campinas – São Paulo –Brasil.
A quinta edição deste evento que se tornou, ao longo dos anos, referência nacional e internacional na área, tem como principais objetivos a criação de um espaço de informação, capacitação e discussão sobre a Ginástica Geral, de divulgação das pesquisas e trabalhos realizados na área e de abertura de possibilidades para disseminação dessa prática no âmbito escolar e comunitário.
A programação geral constará das seguintes atividades:
• Encontros Preparatórios de março a junho de 2010
• Festival para escolas, clubes e associações de Campinas e região
• Conferências
• Mesas temáticas
• Sessão de pôsteres – (Inscrição de trabalhos)
• Sala de Imagens (fotos e vídeos) – (Inscrição de trabalhos)
• Cursos
• Relatos de experiências pedagógicas
• Oficinas para usuários do SESC
• Festivais
• Tenda Livre
• Show de encerramento e confraternização


NORMAS PARA INSCRIÇÃO DE TRABALHOS (PDF)
- Ficha inscrição POSTER (DOC)
- Ficha inscrição Sala de Imagens (Fotografias e Vídeos) (DOC)
CONTATO
Tel. +55 19 35216616 – Sr. Frigo – Secretário
E-mail: forumgg2010@fef.unicamp.br
www.fef.unicamp.br/forumgg2010

ATENÇÃO!
Nos dias 29 e 30 de Junho, que antecedem o Fórum, será realizado o II Seminário Internacional de Ginástica Artística e Rítmica de Competição nas dependências da FEF/UNICAMP. www.fef.unicamp.br/sigarc2010

PROMOÇÃO
  







APOIO INSTITUCIONAL
Logo USP 75_PB_1




terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Um cordel inteligente...

O educador Antônio Barreto, um dos maiores cordelistas da Bahia, acaba de retornar ao Brasil com os versos mais afiados que nunca depois da polêmica causada com o cordel "Caetano Veloso: um sujeito alfabetizado, deselegante e preconceituoso".

Desta vez o alvo é o anacrônico programa BBB-10 da TV Globo. Nesse novo cordel intitulado "Big Brother Brasil, um programa imbecil" ele não deixa pedra sobre pedra. São 25 demolidoras septilhas (estrofes de 7 versos). Só para dar um gostinho:




Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

 
Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.


Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.


Em frente à televisão
Lá está toda a família
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.


Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.


O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.


Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.


Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.


Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Dar muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.


Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social
Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.


Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.


A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.


Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.


Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

 
Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.


É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.


Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.


A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.


E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

 
E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.


E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados
Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.


A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.


Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.


Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?


Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal…
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal…


FIM

Salvador, 16 de janeiro de 2010.

* * *
Antonio Barreto nasceu nas caatingas do sertão baiano, Santa Bárbara, na Bahia.
É autor de um dos mais recentes e estrondosos sucessos da Internet, o cordel Caetano Veloso: um sujeito alfabetizado, deselegante e preconceituoso.
Professor, poeta e cordelista. Amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia e das pessoas que vieram ao Planeta Azul para evoluir espiritualmente.
Graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira.
Seu terceiro livro de poemas, Flores de Umburana, foi publicado em dezembro de 2006 pelo Selo Letras da Bahia.
Possui incontáveis trabalhos em jornais, revistas e antologias, com mais de 100 folhetos de cordel publicados sobre temas ligados à Educação, problemas sociais, futebol, humor e pesquisa, além de vários títulos ainda inéditos.
Antonio Barreto também compõe músicas na temática regional: toadas, xotes e baiões.

O cordel "Big Brother Brasil, um programa imbecil" é imperdível e está completinho aqui, em primeira mão: http://cachacaaraci.wordpress.com/
2010 é um ano eleitoral. Espero que os eleitores brasileiros valorizem seus votos, pois o voto é a arma para acabar com a impunidade no país

SENSO CRÍTICO, SAÚDE, PAZ & AMOR - HOJE E SEMPRE !

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

coisas diferentes no blog....

Como lidar com a osteoartrite
 
Popularmente conhecida como artrose, a osteoartrite é uma doen-ça das articulações caracterizada por degeneração das cartilagens, acompanhada de alterações das estruturas ósseas vizinhas. É a mais comum das doenças reumáticas: 80% a 90% das pessoas acima de 40 anos mostram sinais ao raio X. Mulheres e homens são acometidos na mesma proporção.

Se as cartilagens articulares não existissem, um osso se chocaria com outro. No impacto, as cartilagens são comprimidas e expulsam água de seu interior, que é reabsorvida quando as forças compressivas relaxam. A osteoartrite resulta do aumento de conteúdo líquido no interior do tecido cartilaginoso. O principal sintoma é a dor articular de instalação insidiosa, que aumenta de intensidade com os anos. Fases mais sintomáticas costumam ser seguidas por outras com regressão do quadro.

No início, a dor surge com o movimento e desaparece com o repouso. Com o tempo pode ocorrer enrijecimento e diminuição da mobilidade articular. O enrijecimento tende a desaparecer segundos ou minutos depois da movimentação, diferença importante com os casos de artrite reumatoide em que chega a persistir por horas.

As articulações mais acometidas são:

Mãos: nódulos afetam principalmente as juntas entre a segunda e a terceira falange, provocando abaulamentos. Mais raramente surgem na articulação da primeira com a segunda falange. Vermelhidão local, dor e inchaço instalam-se ocasionalmente.

Joelhos: pode haver derrame arti-cular-, dor e alargamento das estruturas ósseas vizinhas. Nas fases mais avançadas as deformidades desalinham os ossos.

Coxofemurais: a dor é sentida na virilha ou na região lateral da junta, com eventual irradiação para as nádegas ou para os joelhos. Como defesa, os pacientes rodam a coxa para fora e dobram a perna, dando a impressão de que o membro encurtou.

Coluna: quando o comprometimento do disco entre as vértebras e as alterações ósseas vizinhas comprimem as raízes nervosas que emergem da coluna, surgem dor, espasmos, atrofias musculares e limitação de movimentos. Os locais mais acometidos são a coluna cervical baixa e as últimas vértebras lombares. A radiografia pode mostrar bicos de papagaio, cuja presença não guarda relação direta com a dor.

Não existe tratamento que retarde a evolução ou reverta o processo patológico que conduz à osteoartrite.

As seguintes medidas gerais são úteis em todos os casos. Repousar depois de atividade que solicite a articulação comprometida. Adotar postura cuidadosa ao sentar, levantar objetos e andar, para evitar posições forçadas que sobrecarreguem a articulação. Evitar pesos e atividades causadoras de impactos repetitivos. Usar calçados confortáveis que ofereçam boa base de apoio; não calçar sapatos com os calcanhares desgastados. Praticar exercícios isométricos que fortaleçam a musculatura para conferir estabilidade à articulação. Evitar a obesidade. Nos casos mais avançados, o uso de bengalas, andadores, corrimãos e alças de apoio no banheiro é fundamental.

Entre os medicamentos mais empregados para aliviar os sintomas estão o ácido acetilsalicílico e analgésicos como acetaminofeno ou dipirona, mas sua ação é pouco duradoura. Em casos excepcionais, a injeção intra-articular alivia dores rebeldes, mas a repetição é capaz de lesar ainda mais os tecidos.

Embora seja considerada enfermidade não inflamatória, a alteração das cartilagens costuma atrair infiltrado inflamatório ao local. Esse componente pode ser reduzido com os anti-inflamatórios não esteroides. Em casos bem selecionados, a cirurgia pode trazer benefícios.